6 de fevereiro de 2011

Ferrari F150

5 - Fernando Alonso (ESP)
6 - Felipe Massa (BRA)

A Ferrari foi a primeira equipe a apresentar o modelo 2011. Batizado de F150 (em homenagem aos 150 anos da unificação da Itália) o carro tem algumas diferenças fundamentas em relação ao F10 do ano passado.

Temos linhas mais suaves e um visual mais limpo, sem aletas ou "chifres", além da nova programação visual da equipe na carenagem (que, por conta da proibição à publicidade tabaqueira, teve de mascarar a alusão à parceira Marlboro). Devido à proibição do duto aerodinâmico, a tampa do motor voltou a ter um desenho mais tradicional, deixando de lado as (horrorosas) "barabatanas de tubarão" utilizadas em 2010.

O modelo possui um bico mais elevado, para tentar direcionar o ar com maior eficiência para o difusor traseiro (um modelo simples, menor e mais etreito, com menos apelo aerodinâmico que os duplos usados em 2010). As laterais estão mais altas, e assim como a entrada de ar para os radiadores, foram redesenhadas com a finalidade de alocar espaço para o KERS (sistema de recuparação de energia cinética) que volta à F1 mais leve e mais eficiente.

Os novos compostos Pirelli trouxeram mudanças nas suspensões, mas nada que possa ser percebido visualmente. Se nos modelos 2010 os pneus apresentavam dificuldade no aqueciemtno dos pneus, isto em 2011 promete ser uma qualidade; uma vez que a própria fabricante divulga que os pneus devem se degradar mais rápidamente. Não vejo isso como uma vantagem para a dupla de pilotos, pois tanto Massa como Alonso possuem um estilo de pilotagem muito agressivo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário