9 de fevereiro de 2011

O substituto de Kubica

A equipe Renault-Lotus anunciou hoje, a sua programação para os testes desta semana, em Jerez de la Frontera:


“Vitaly vai pilotar o R31 na quinta e na sexta, como planejado originalmente. No sábado e no domingo, daremos quilometragem para Bruno Senna e também vamos avaliar Nick Heidfeld, que é um potencial substituto para Robert Kubica. A ordem exata de pilotagem no final de semana será definida na sexta à noite”.


Por um lado temos Heidfeld, com a reputação de ser um bom acertador de carros, que traz na bagagem seus 172 GPs disputados. Pontuador e bastante regular, é a aposta mais acertada na minha opinião. Está muito aquém da velocidade e do carisma de Kubica, mas tem a experiência que a equipe precisa para desenvolver o R31.

Por outro lado temos Senna. Sua experiência se resume a uma temporada pela (pífia) equipe Hispania e um bom desempenho (elogiado inclusive por Ross Brawn) nos testes para a extinta equipe Honda em 2008.

Acredito até, que Bruno ainda tenha chances de ficar com a vaga de titular; mas não será uma tarefa fácil! Ainda que a equipe ainda não tenha definido como carro será compartilhado, o brasileiro terá que mostrar todo o seu potencial, e superar (muitas) expectativas.

Não se resume simplesmente em ser mais veloz do que o alemão, e sim, em passar (todas) as informações necessárias aos mecânicos e engenheiros, não cometer nenhum erro relevante durante o fim de semana, e se adaptar rapidamente a um carro com muito mais recursos do que o usado por ele em 2010.

A equipe, por sua vez, têm um dilema nas mãos: Confiar o carro a um piloto experiente e capaz, mas que já teve inúmeras chances (sem muito sucesso) na categoria; ou apostar em um piloto jovem, uma promessa que pode surpreender ou decepcionar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário