5 de abril de 2011

Rídículo

Relutei um pouco em comentar sobre a decisão da CBA, publicada nesta terça-feira (04), que diz exatamente o seguinte: "as próximas provas realizadas no circuito paulistano deverão ser disputadas com bandeiras amarelas entre a curva da junção e a linha de chegada".

Bom, evitei simplesmente porque acho esta decisão ridícula! Existem tantas outras soluções "racionais" e, certamente agitar bandeiras amarelas evitando ultrapassagens em um ponto feito praticamente "de pé embaixo" por todas as categorias que correm em Interlagos... Não é a melhor decisão. Mesmo acreditando que, a tentativa de ultrapassagem de Tiago Geromini naquele local e naquelas condições foi, no mínimo imprudente; esta culpa não deve recair sobre o piloto (que está lá para acelerar mesmo); e sim sobre a direção de prova, que autorizou uma largada em condições que até mesmo uma mula não autorizaria.

Não entendo a dificuldade e resistência em reativar a chicane utilizada pelo mundial de motovelocidade em 1992. O traçado e a zebra já estão lá! É só chamar a FIA e dizer: "Olha, fizemos esta alternativa do circuito por questões de segurança de algumas categorias". A FIA homologa e, a partir daí, fica a critério do autódromo (em conjunto com a organização de cada evento) utilizar ou não a bendita chicane... Não me atevo a dizer que esta é a única solução possível (até porque não conheço, nunca corri em Interlagos), mas acredito que seja a mais eficiente a curto prazo.

Enfim, englobando isso tudo, fecho este post com uma frase do Fábio Seixas que resume o porque de toda esta discussão: "Infelizes, os que gostamos deste esporte e acompanhamos os rumos que ele está tomando no Brasil".

Nenhum comentário:

Postar um comentário