13 de junho de 2011

Round 7 (Canadá) - Impressões

Que corrida esse GP do Canadá! Chovia demais na largada e por este motivo as primeiras 5 voltas foram atrás do Safety Car. Quando a pista foi finalmente liberada, vimos Vettel se defendendo bem das investidas de Alonso, ambos seguidos de perto por um Felipe Massa com um bom ritmo.

Mais atrás, Webber e Hamilton se enroscavam na Curva 1. Webber rodou na pista e ambos perderam posições importantes; na minha opinião, erro de Webber.


Três voltas depois, Hamilton (com a faca nos dentes) foi bastante precipitado e otimista ao tentar uma ultrapassagem sobre seu companheiro na reta dos boxes. Não havia espaço; ficou imprensado entre Button e o muro, quebrou a suspensão traseira e foi obrigado a abandonar.

Atitude totalmente passional de Hamilton. Tentativa arriscada, ainda nas primeiras voltas de uma corrida com várias possibilidades (em virtude da pista molhada); e ainda sobre o companheiro de equipe. Errou, e errou feio... (continuo gostando do estilo agressivo do inglês. Merece todas as punições do mundo, menos a de ser crucificado por tentar uma ultrapassagem)

Na volta 19 a chuva apertou (caía um dilúvio em Montreal) e os comissários decidiram por mostrar bandeira vermelha e interromper a prova. Como eu estava participando de um aniversário infantil, foi a deixa para eu voltar pra casa e acompanhar o final da prova.


Infelizmente liguei a TV somente no final, no momento da briga de Schumacher segurando Webber e Button a poucas voltas do fim. Confesso que até torci para um pódio do alemão, mas no fundo eu sabia que não daria para segurar uma Red Bull e uma McLaren muito mais rápidas; ainda mais numa pista com tantos pontos de ultrapassagem. Button passou (até com certa facilidade), abriu e começou sua caça à Vettel (e nesse momento passei a torcer pelo inglês).

Quando Button chegou, Vettel respondeu virando no mesmo tempo do inglês... E aí veio a última volta! Button "babava" atrás de Vettel, e tinha carro para atacar. Vettel sentiu a pressão, errou (freou no molhado e perdeu o carro), e permitiu a ultrapassagem de Button, que viu a vitória (merecida, e improvável durante toda a prova) cair em seu colo.


Coadjuvantes

Alonso se enroscou com Button e abandonou (na minha opinião, toque normal de corrida).

Bom para Felipe Massa, que novamente alternou bons e maus momentos durante a prova. Largou bem, mas não manteve o mesmo ritmo ao longo da prova. No final, protagonizou uma chegada digna de Foto Sharp; ganhou a sexta colocação de Kobayashi por apenas um bico (por meros 0.045s).

Barrichello fez uma corrida discreta e beliscou pontos importantes, com uma milagrosa (para a atual realidade da Williams) nona colocação.

Heidfeld abusou do apetite e acertou a traseira de Kobayashi na Curva 2; quebrou a asa dianteira e foi obrigado a abandonar. Toque normal de corrida, mas erro primário para um piloto que completa 11 temporadas este ano.


Quando eu achava que Barcelona tinha sido "a "corrida" do ano (parte, pela largada protagonizada por Alonso), em seguida vi um GP de Mônaco fantástico... E ontem o GP do Canadá se mostrou o melhor desse ano! Que corridaça! Que eu continue me surpreendendo ao longo de 2011.

E só queria registrar mais uma coisa: Todos estes fantásticos GP's aconteceram em pistas "antigas"e não nos "tilkódromos" da vida... Preciso dizer mais alguma coisa?! Nada como uma pista "velha"!

Nenhum comentário:

Postar um comentário