10 de julho de 2011

Round 9 (Silverstone) - Impressões

O GP da Inglaterra terminou há pouco, e confirmou a expectativa de uma corrida bastante movimentada (em parte devido à condiçao do tempo/pista). Tivemos muitos "pegas", ultrapassagens e as três principais forças com um ritmo bastante equilibrado... No final, vimos Fenrnando Alonso vencer a primeira para a Ferrari no ano, quebrando a hegemonia da combinação Vettel/Red Bull.

O espanhol inclusive foi o grande protagonista deste domingo; pois não desistiu mesmo vendo as Red Bull andarem forte no início. Com um bom ritmo de corrida, entrou nos pits junto com Vettel (durante a segunda janela) e surpreendentemente saiu na frente: o alemão teve problemas com a troca do pneu traseiro esquerdo, perdendo muito tempo.

Vettel até que tentou uma reação, mas teve dificuldades para passar até Hamilton (só conseguiu a manobra nos boxes), e via Alonso se distanciar cada vez mais. Cruzou em segundo, somando pontos importantes em busca do Bi.

Webber fez a pole-position (surpreendente, não?!) e uma boa corrida. Perdeu a posição para Vettel ainda na largada mas conseguiu acompanhar os ponteiros durante toda a prova. A poucas voltas do fim, partiu para cima de Vettel com apetite (torci pela disputa, e pela ultrapassagem), mas foi contido pelo chefe Horner através do rádio... Completou o pódio e merece aplausos pela bela ultrapassagem sobre Hamilton, por fora.

Jenson Button também teve problemas no pit stop: o mecânico que controla a saída de box o liberou antes que a roda dianteira direita estivesse recolocada, e o inglês foi forçado a abandonar a corrida ainda na saída dos boxes. Uma pena, pois fazia boa corrida (na minha opinião, com chances reais de pódio). Protagonizou uma bela ultrapassagem sobre Felipe Massa no início.

Hamilton por sua vez foi bastante combativo no início, fazendo ótimas ultrapassagens e dando show em casa. Na parte final travou uma bela batalha (mais uma) com Felipe Massa; o brasileiro conseguiu a ultrapassagem na última volta, mas acabou errando na última curva do circuito e permitiu a Hamilton recuperar a quarta colocação nos metros finais. Bela corrida!

Como não poderia deixar de citar, Felipe Massa fez o que podia, andou toda a segunda metade da prova virando quase 1.5s mais lento que Alonso e perdeu todas as disputas na pista. É óbvio que a Ferrari dará preferência a Alonso e o brasileiro irá reclamar...


Rapidinhas

Ainda no início Michael Schumacher e Kamui Kobayashi se estranharam (mais uma vez, parece até que é algo pessoal). O alemão terminou nos pontos, mas bem atrás de Rosberg, que curzou em 6˚.

 Maldonado largou bem à frente (na sétima posição, uma incógnita) mas chegou atrás de Barrichello (14˚ e 13˚ respectivamente). A Williams viu sua carruagem virar abóbora neste domingo, após o bom desempenho nos treinos livres.

Heidfeld largou lá atrás e novamente chegou nos pontos (acho que ele faz de sacanagem, e se diverte escalando o pelotão); nestas horas fica evidente a diferença que faz um piloto experiente na equipe. Petrov mais uma vez não apareceu, não andou bem, e nem bater bateu... Apagadíssimo!

O mexicano Sérgio Perez teve mais uma boa performance; terminou nos pontos e andando bem durante toda a prova. O companheiro Paul Di Resta também fazia boa corrida, até o momento em que foi prejudicada pela equipe, que errou a escolha de pneus durante a primeira janela de pits, deixando-o parado por 40s.

Um comentário:

  1. Jaime

    Acho a Red Bull ainda bem superior as outras equipes. É preciso sempre um erro do time austríaco para que outro possa vencer.

    Valeu

    ResponderExcluir