26 de janeiro de 2012

Coroado em seu reino

Bom dia. Começando os trabalhos com foto, e depois historinha.



(essa entrou pra história) Grande Prêmio de Mônaco, 1992. Sexta etapa da temporada. Nigel Mansell havia vencido as cinco provas anteriores com a Williams "de outro planeta". Durante os treinos no principado, parecia que a história se repetiria: pole de Mansell, que colocou quase 1s no companheiro Riccardo Patrese. Ayrton Senna, apagado, sairia em terceiro.

Na largada, Senna conseguiu se enfiar entre as duas Williams. Mas, se por um lado conseguiu abrir boa vantagem em relação a Patrese, via Mansell disparar cada vez mais na ponta. Chegou a estar 30s atrás. Só venceria com a ajuda de um milagre. E o pior é que ele aconteceu...

Restando apenas oito voltas para o fim da corrida, Mansell teve um pneu furado, sendo obrigado a fazer uma parada extra nos boxes. Pela primeira vez na temporada, Senna era o líder. Com pneus novos e um carro muito superior, Mansell voou na pista e logo colou na McLaren. E colou MESMO! As últimas três voltas foram de pressão total. Tanto, que o motor da McLaren foi pro espaço imediatamente após a bandeirada.

Dá pra ver isso tudo em vídeo aqui.

3 comentários:

  1. Jaime,

    Tenho essa corrida guardada na integra. O final foi eletrizante, daqueles pra guardar na memória.


    abs

    ResponderExcluir
  2. Jaime,

    essa corrida foi sensacional... e Senna mostrou ao mundo novamente o que é pilotar com extremo talento... pra poucos...

    abs...

    ResponderExcluir
  3. Neste dia prendi a respiração por várias vezes.
    Nunca ri tanto com um fim de prova pós bandeirada.

    ResponderExcluir