8 de fevereiro de 2012

O que esperar de Räikkönen

(eu sempre confundo onde pôr as tremas no nome dele) Bom, antes de mais nada, não acho que o Ice (com Vodka) Man vá andar na frente. Não, não é pela sua capacidade. Kimi já provou a todos que é um piloto extremamente rápido. Arrisco-me a dizer que, depois de Alonso, é o melhor da era pós-Schumacher.

Desde que estreou na categoria (alçado diretamente da Fórmula Renault), Räikkonën se acostumou a jantar os parceiros de equipe sem dó. Logo em seu primeiro ano, acompanhou Heidfeld de perto. No ano seguinte (já na McLaren) superou Coulthard com muita facilidade. Depois a vítima foi Montoya que, colocado no bolso sem piedade, acabou por fugir para o bate-bate da Nascar.

O auge de sua velocidade veio durante a temporada de 2005. E foi uma pena que a McLaren não fosse lá essas coisas e o título só viesse mesmo em 2007, na sua estréia em Maranello.

Fez a maior merda do mundo ao trocar uma vaga na Ferrari por umas capotadas nos Ralis. Não tenho nada contra os Ralis. Muito pelo contrário. Só acho que tudo tem o seu tempo. E a prova está aí. Se continuasse, certamente estaria formando dupla com Alonso, e não rezando para que o carro pseudo-soviético da Lotus seja ao menos razoável. Tarefa difícil, diga-se.

Um comentário:

  1. Sei não... foi fazer o que queria e do jeito que queria, isto não tem preço.
    Voltou de boa, e acho que vai se dar bem... Não sei se este ano, mas vai.

    ResponderExcluir