5 de março de 2012

Expectativa

E o assunto do momento é o fim da pré-temporada da F1. Um tal de comentar tempos de volta pra lá e pra cá. Foram três sessões. Uma em Jerez e duas na Catalunya. A Lotus andou na frente nas duas que participou. Ficou de fora da segunda rodada por causa de problemas com o carro.

Mas, o que isso quer dizer? Pra mim, absolutamente porra nenhuma. Sou da opinião de que tudo é uma grande incógnita até a bandeirada na Austrália. Claro, tem algumas coisas já manjadas. A Red Bull não deve cair do salto, e nem acredito que a McLaren deixe escapar os calcanhares dos touros. Caterham, Marussia e HRT (argh!) vão atrapalhar todo mundo e Force India, Mercedes, Toro Rosso e Sauber devem ficar com as sobras ali pela meiúca. Só.

A Ferrari por sua vez é um mistério. Dizem as más línguas que o clima em Maranello anda uma merda. Sei não. Foi assim em 2011 e conseguiram ganhar corridas. Além do mais, não dá pra descartar Fernando Alonso, por pior que o carro seja. O cara já provou que consegue tirar leite de pedra. Assim como Räikkönen, que mesmo enferrujado deve levar a Lotus nas costas.

E é isso. Alguns desses palpites serão confirmados (ou não) no dia 18, em Melbourne. Pista sem graça, mas que gosto bastante. 

Tomara que seja um boa temporada. 

Porque por mais que os carros estejam feios, que as novas pistas sejam péssimas e as disputas sejam cada vez mais escassas e sem graça, esse esporte nos move. É um vício. E eu já ando sentindo falta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário