1 de março de 2012

Sabotadores



Registro do primeiro GP de Mônaco, em 1929. Pouca gente conhece o nome de seu vencedor. Um francês chamado William Grover. Na ocasião, o francês bateu ninguém menos que Rudolf Caracciola, piloto sensação daqueles tempos, e favorito para a prova. Sempre a bordo de um Bugatti particular, Grover acumula ainda vitórias na França e em Spa, além de figurar entre os competidores do famoso Rali de Monte Carlo de 1926.

Histórinha.

William Grover tinha dupla nacionalidade. Seu pai era um inglês que se mudou para a França e casou-se com uma francesa. No eclodir da Segunda Guerra Mundial, se alistou no exército britânico e tornou-se membro da resistência francesa. Lá, se juntou a Robert Benoist (vencedor das 24 Horas de Le Mans de 1937) e Jean-Pierre Wimille (também vencedor de Le Mans em 1937 e 1939).

Três heróis de guerra. Que abdicaram das corridas de carro para lutar em nome de seu país. Benoist pereceu no campo de Buchenwald, em setembro de 1944. William Grover morreu em Saschsenhausen, no ano seguinte.

Jean-Pierre Wimille sobreviveu. Foi um dos ídolos de Juan Manuel Fangio, e, um dos favoritos ao título do primeiro campeonato de Fórmula 1. Mas não chegaria a competir. Morreu em 1949, vítima de um acidente com um Gordini no circuito de Palermo Gardens, em Buenos Aires.

Um comentário:

  1. mais uma que aprendo.

    E que foto heim... Dá pra ver perfeitamente a estação de trêm (gare) ali atrás... Linda.

    ResponderExcluir