2 de agosto de 2012

O maior de todos

O ano era 1957.

O palco? A mítica pista de Nürburgring.

Esqueçam a pista atual, e lembrem-se do Inferno Verde, com seus intermináveis 22.810 km de extensão, serpenteandos floresta adentro.



Juan Manuel Fangio dominava a temporada a bordo de sua Maserati 250F e os únicos rivais a altura eram os pilotos da Ferrari - Peter Collins e Mike Hawthorn - que inclusive tinham um melhor desempenho na Alemanha.

Na classificação, Fangio cravou a pole, e ainda quebrou o recorde da pista. Mas, para manter o mesmo ritmo na corrida, o argentino largaria com metade do combustível e pneus  macios - mais rápidos - sob pena de ter de parar nos boxes.

Era arriscado, mas o único jeito de vencer...

Após a largada, tudo dentro do esperado. Fangio andava rápido e abria vantagem sobre as Ferrari.

E no final da 13ª volta - de um total de 22 - era hora de parar.

O argentino entrou nos boxes com cerca de 30s de vantagem para Hawthorn. 

Mas as coisas não saíram como o esperado...

Pense em uma parada de box nos anos 50. Tonéis de combustível eram despejados em um funil acoplado ao tanque (e ao menor descuido do mecânico tudo poderia ir pelos ares). Para a troca dos pneus traseiros, marretadas até que a porca e todo o conjunto da roda se soltasse para ser substituído.

Enfim.

A parada demorou tanto, que quando Hawthorn e Collins rasgaram a reta, foram avisados pela Ferrari de que Fangio estava fora da corrida. 

Não estava, mas voltou à pista com um déficit de 45s em relação aos líderes.

A partir dali, começou a fazer a corrida da sua vida...

Enquanto as Ferrari administravam o ritmo (imaginando estarem sozinhas), Fangio voava na pista.

Chegou a quebrar o recorde da pista (que já era dele, da pole, lembram?) por nove vezes (!), sendo sete delas consecutivas.

No início da  penúltima volta, Fangio ultrapassou Collins e encostou em Hawthorn...

Claro, a briga não foi fácil.

Fangio teve de passar com duas rodas na grama, e se defender dos contra-ataques do inglês.



E no final, o desabafo

"Eu nunca pilotei tão rápido em toda minha vida, e não acredito que conseguirei repetir isso novamente".

E ninguém nunca conseguiu, mesmo. 



2 comentários:

  1. La mejor carrera de Fangio, nadie podía creer lo que estaba haciendo en Nurburgring. Irrepetible. Hermosa foto de la Maserati en el Karroussel.
    Abrazos!

    ResponderExcluir
  2. La mejor carrera de Fangio, nadie podía creer lo que estaba haciendo en Nurburgring. Irrepetible. Hermosa foto de la Maserati en el Karroussel.
    Abrazos!

    ResponderExcluir