25 de setembro de 2012

Culpado



Bom dia!

Chris Amon e a Ferrari 612. Era a Can-Am visitando o circuito de Road America em 1969.

Cabe um curioso parêntese aqui. Quando se despediu da F1, em 1976, o azarado neozelandês indicou a Enzo Ferrari um talentoso jovem que vinha se destacando na Can-Am. Mal sabia ele que esta indicação se tornaria um dos maiores ídolos da Ferrari.

O nome do rapaz? Um tal de Gilles Villeneuve.

Um comentário:

  1. Então além de ter o capacete mais lindo da história, ainda indicou o Gilles?
    Este cara sabia das coisas... ah Amon.

    ResponderExcluir