28 de fevereiro de 2013

#17



Sim, o número é inconfundível. E tem explicação. Como bem lembrou o amigo e blogueiro Rodrigo MattarIngo Hoffmann aniversaria hoje.

Ingo é um dos maiores pilotos que eu já tive o prazer de ver correr, conhecer, conversar, e trocar algumas palavras. Um verdadeiro ícone do automobilismo brasileiro...

Um resumão.

Começou no Brasil, guiando e vencendo a Divisão 3 com um Fusca, e depois com uma Brasília (Sim, essa aí de cima. Linda por sinal). Depois disso se aventurou na Europa, correndo na F-3 Inglesa e Européia até chegar à F1, tendo a equipe Fittipaldi como porta de entrada.

Participou de 6 GP's entre 1976 e 1977, participando de algumas etapas de F2 até 1978. 

No ano seguinte retornou ao Brasil para correr na Stock Car (categoria que iniciava suas atividades). Por lá permaneceu até 2008, quando pendurou o capacete e a balaclava com 12 títulos conquistados e uma das maiores carreiras do automobilismo nacional.

Aqui tem um vídeo bem legal, de uma homenagem ao velho Ingo. A entrega do Opalão com o qual ele conquistou o seu primeiro título na Stock Car. De arrepiar. 

E não foi só isso.

Ao longo de sua carreira nas pistas, andou no Rali, Brasileiro de Turismo, GT3, Mil Milhas...

Nenhum comentário:

Postar um comentário