18 de abril de 2013

Do avesso

Já imaginaram o Rio "roubando" de Interlagos a etapa brasileira da Fórmula 1 a partir de 2015? Com a Copa do Mundo em 2014 e os Jogos Olímpicos em 2016, esse seria o calendário dos sonhos para qualquer grande cidade. 

Esses eventos trariam investimentos pesados na infra-estrutura de transportes, equipamentos esportivos e tudo o mais. Além de atrair toneladas de turistas que viriam não só atrás dos eventos em si, mas de mulatas, do carnaval, de Copacabana e da caipirinha...

Mas não. Não é bem assim.

Pra início de conversa, enterraram Jacarepaguá - que, até a mutilação de 2007 era o melhor autódromo do país - em detrimento da construção de equipamentos para as Olimpíadas ao custo de 540 milhões de reais. Quinhentos e quarenta milhões de reais! Equipamentos esses que - se saírem do papel - serão igualmente enterrados (junto com a minha grana, diga-se) logo após os Jogos, para se transformarem em condomínios de luxo.

Ou seja, foi-se a oportunidade de a Fórmula 1 aportar por aqui. Foi-se também o automobilismo carioca. Foi-se uma praça esportiva que poderia ser amplamente explorada. Foi-se e foda-se. Porque quem dependia do autódromo para trabalhar está assim: se fodendo.

Mas, o automobilismo está mesmo morrendo. Já falei isso aqui e, se esse fosse todo o problema do Rio, eu estava era feliz pra caralho, viu?! É triste, mas é verdade.

Falemos da "paixão nacional". O futebol.

O Engenhão - construído há apenas 6 anos para receber o Pan de 2007 - está interditado há um mês devido à condenação de sua estrutura. Repito: seis anos de construído! A prefeitura do Rio nega o "erro estrutural", mas o estádio segue interditado sem maiores explicações. 

O Maracanã por sua vez está quase pronto. Foi fechado por um bom tempo para - mais uma - reforma, paga pelo povo, e que visava a Copa do Mundo de 2014. Pois bem. Depois disso será entregue de mão beijada para a exploração da iniciativa privada.

Nada contra a privatização não. 

Porque funciona (só voltando um pouquinho para o automobilismo, o Autódromo de Curitiba é um claro exemplo de como uma praça esportiva particular pode dar certo, pesquisem). Mas, precisa realmente passar o Maracanã para a mão de lobistas e endinheirados amiguinhos do governo? Precisa ser tudo por debaixo dos panos? Com intrigas e tudo o mais?

Parece que sim.

Porque se as instalações esportivas - ou, o "legado" - pararem nas mãos do Estado, provavelmente terão o mesmo fim que que tiveram o Parque Aquático Maria Lenk e o Velódromo. Pois bem. O primeiro nunca mais foi utilizado desde 2009. Repetindo: NUNCA! Enquanto o segundo foi sub-utilizado desde sua construção. E, nunca é demais lembrar que ambos custaram 100 milhões de dinheiros, e mesmo parados custam algo em torno de 4 milhões/mês.

Um detalhe: esses dias passei em frente ao Maria Lenk, e ele estava todo aceso, lindão. Acontece que, suas luzes nunca se acendem. Nunca! Mas o Rio Centro - ali do lado - recebia uma feira de segurança onde compareceram grandes nomes da política internacional. Secretários, ministros e coisa e tal... Logo, estava aceso para parecer e aparecer. É. É de dar nojo.

(...)

Enfim, isso é só o começo de três textos que penso em publicar por aqui. A saber. O segundo fala sobre a falsa sensação de segurança, e o terceiro - e melhor - sobre a infra-estrutura de transportes da cidade.

E a cada dia que passa, acho que tudo está às avessas, viu?!

E digo isso porque se o governo deve temer seu povo, aqui no Rio cada vez mais o povo é que teme o governo que tem (a frase é minha, mas tenho certeza de que está na cabeça de grande parte dos cariocas).

Ah, e Prefeitura, trate de apagar a porra da luz do Parque Aquático. Afinal, sou eu que pago a conta daquela merda lá!

3 comentários:

  1. Jaime,desculpe. Recebi essa foto e mandei pro FG. Porém acabei de conhecer seu blog, o que pra mim já foi ótimo. Abs.,

    ResponderExcluir
  2. Que nada Tohmé! Seja bem vindo, viu?!

    Sobre a foto do Gurgelzinho, é como já disse antes: é da internet, pública.

    Apenas mencionei por lá a coincidência do FG ter publicado só uma semana depois de mim. Mas parece que ele levou na maldade...

    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Não levou não. É que rola muito disso. Inclusive já passei seu site pra ele. Abs.

    ResponderExcluir