9 de abril de 2013

Somos todos idiotas

(Coitado) O excelentíssimo ministro dos esportes Aldo Rebelo participou na noite de ontem do ótimo programa Roda Viva, da TV Cultura. 

A entrevista - como era de se esperar - não passou de uma afronta à inteligência e dignidade do povo brasileiro. Uma vergonha! É exatamente essa a palavra. Ontem eu senti vergonha - mais uma vez, diga-se - de ser brasileiro, e ver que existem pessoas com o (des)preparo deste sujeito no comando do país.


Bombardeado de todos os lados pelos jornalistas da bancada, o ministro foi questionado sobre a ligação entre os Jogos Olímpicos/Copa 2014 com o incentivo ao esporte, uma vez que os equipamentos utilizados no PAN 2007 foram abandonados após os jogos para serem demolidos agora. Afinal, onde estaria o "legado para os jovens atletas"? 

Ele não soube responder. Mas reafirmou a falácia do "legado para os jovens, para as crianças" que ninguém mais acredita. Quem mora no Rio, não acredita. O brasileiro no geral, não acredita. Quem não é burro, não acredita. E, nem mesmo o ministro - que é burro - acredita.

Questionado sobre a priorização na construção de um estádio em uma área carente de saneamento básico e outras obrigações do Estado para com a população, o ministro se limitou a dizer que os que criticam a construção de um estádio na região Norte do país não passam de preconceituosos. 

Sim, isso mesmo! Para o ministro quem defende a construção de escolas, hospitais, e redes de esgoto ao invés de se construírem estádios que se tornarão elefantes brancos após os jogos é preconceituoso. Ponto.

Sobre a recente interdição do estádio olímpico João Havelange - o  Engenhão - Aldo preferiu fugir do tema com a brilhante resposta: "- Justiça seja feita, o Engenhão recebeu os jogos dos clubes grandes nesses últimos tempos".

Ou seja, se um estádio com apenas 6 anos de uso cair da noite para o dia, o mais importante será constatar que o Estado o construiu para que fosse utilizado pela iniciativa privada por seis anos?! Quando na verdade deveria ser visto como uma obra superfaturada e mal executada, além de, uma  puta lavagem de dinheiro.

Mas o que melhor resume as piadas (ops) respostas do ministro foram as seguintes: " - "Não tem nada no Brasil mais controlado e fiscalizado do que o dinheiro destinado para a Copa do Mundo e para a Olimpíada. A fiscalização é o que garante. O dinheiro público tem que ser controlado" ou então " - Eu não faço parte da Rio 2016, logo, não posso responder pela organização do evento".

E  idiota é o ministro dos esportes. Isso mesmo! O MINISTRO DOS ESPORTES NÃO RESPONDE PELA REALIZAÇÃO DOS JOGOS OLÍMPICOS NO PAÍS!

Sinceramente, não dá pra levar a sério... 

E é uma pena ter a certeza de que como ele, nós também somos todos idiotas.

2 comentários:

  1. O que esperar de um Povo que elege seus representantes por pena ou achar que ele é bonzinho porque é analfabeto, pobre ou burro.
    Em nenhum lugar onde a população tem o minimo de esclarecimento, pessoas ignorantes são colocadas no comando
    Até o mais simples entende que pra governar o cara tem que ter o minimo de instrução e cultura
    mas por aqui ha quem tenha muita instrução e cultura ( ou acha que tem ) e apoia esse tipo de figura que da esse tipo de declaração
    Resumindo, estamos caindo no precipicio e ele não tem fundo!

    ResponderExcluir
  2. Este cara é uma piada e está no ministério errado. ele nada entende de esporte.

    ResponderExcluir