21 de maio de 2013

Manzarek



Ray Manzarek morreu ontem, aos 74 anos. Para quem não conhecia, era o tecladista e um dos fundadores do The Doors. E, quem não conhece The Doors... Aí eu sugiro que se mate.

Enfim.

Se Jim Morrison era a personalidade e a inconfundível voz da banda, era de Manzarek a maioria dos arranjos rítmicos que transformaram as canções do The Doors em verdadeiras viagens muito além da música. Aí em cima, uma das mais conhecidas, a introdução de "Light My Fire" tocada ao vivo.

O talento era tanto, que a banda não tinha baixista em suas apresentações ao vivo, cabendo a Manzarek a tarefa de "simular" o instrumento com sua mão esquerda - em uma espécie de piano elétrico - enquanto tocava as partes de teclado com a mão direita.

Nem preciso dizer que o resultado final era um som fantástico. Inigualável. Eu diria que até hipnótico. Tenho muito orgulho de dizer que o The Doors é uma das minhas bandas favoritas. Se não for a minha preferida...

E infelizmente, cada vez mais eu tenho a impressão de que a boa música está morrendo com esses caras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário