3 de junho de 2013

No comments



(Parem o mundo) Isso aí aconteceu ontem na cidade de Carpina, em Pernambuco. E o organizador do "evento" disse aqui que tudo não passou de uma fatalidade, que poderia ter acontecido "com qualquer um, em qualquer lugar", uma vez que "até na Fórmula 1 acontecem acidentes".

Um crimonoso.

A corrida, claro, não tinha o aval da CBA ou da FPEA para acontecer. E isso não seria nada demais se não tivesse acontecido nas ruas da cidade, em plena luz do dia, sem que houvesse qualquer intervenção da prefeitura, da polícia ou dos bombeiros. 

Pra mim, são todos culpados. Inclusive o piloto que morreu.

3 comentários:

  1. Jaime,

    o comentário do sujeito ai é infeliz: dizer que foi uma "fatalidade"???

    É, no mínimo, uma tragédia anunciada. E deu no que deu.

    lamentável.

    ResponderExcluir
  2. Marcelo de Castro3 de junho de 2013 23:43

    E é claro que tudo ficará por isso mesmo por causa da impunidade do nosso país. Por um tempo um vai empurrar a culpa para o outro até que aconteça algo que de notícia, ( o primeiro peido do Neymar no Barça), e pronto!!! esquece o assunto e bola para frente...
    Brasil...Brasil...Brasil...

    ResponderExcluir