6 de setembro de 2013

Parabólicas [1]

(Esqueci algo?) Não vi o primeiro treino livre, e acompanhei o segundo pelo live timing só. Não faria diferença. Não é novidade pra vocês que eu não sei "ler" esses treinos livres de sexta-feira. Mas, de qualquer forma, vou tecer alguns comentários sobre o que eu vi.

Vettel voou, de novo. Com 1min24s453 colocou 0s623 no seu companheiro Webber, que fechou em segundo. É um temporal. Os metidos a especialistas em aerodinâmica dizem que o alemãozinho usou uma asa dianteira diferente da que estava no carro de Webber. Se for, não vale, pô. Mas não sei, não vi, e não sou metido a especialista em aerodinâmica.

Claro que esse temporal todo pode não significar nada, como pode significar que a fatura no domingo está liquidada. Sábado não. A minha aposta é de que os mercêdicos ficam com a pole. 

Bom, voltando ao treino de hoje.

De Webber até Sergio Pérez, o décimo, os tempos estão separados por apenas 0s551. Não é difícil de se explicar. Monza é um circuito que não tem muitos mistérios. Se resume a reta, chicane, curva de alta, chicane, reta, curva média, curva média, reta, chicane, parabólica e... Acabou a volta.

Massa teve problemas no câmbio e foi o que menos andou nessa segunda sessão, completando apenas 29 voltas. Deve ser o suficiente para que os especuladores do apocalipse soltem alguma abobrinha no paddock.

Mas, e vocês, o que viram?

Nenhum comentário:

Postar um comentário