17 de outubro de 2013

Aventura hollywoodiana


Luiz Pereira Bueno a bordo do Porsche 908/2 da equipe Hollywood, durante os 1000 Km da Áustria de 1972, em Zeltweg. Ali atrás, na segunda foto, Ronnie Peterson em uma das Ferraris 312PB.

Foi uma aventura, mesmo.

Um pedaço importante da história do nosso automobilismo, na verdade.

Anísio Campos havia enviado o modelo aí da foto - que corria regularmente no Brasil - para uma simples revisão na fábrica da Porsche, em Stuttgart, na Alemanha. Mas, percebendo que haveria uma etapa válida pelo Campeonato Mundial de Marcas dali há alguns dias, resolveu inscrever o carro na competição.

A equipe contaria com o apoio da própria Porsche (que enviou dois mecânicos e peças de reposição) e da Souza Cruz (leia-se Hollywood) com uma verba extra. Os pilotos escalados seriam Luiz Pereira Bueno e Tite Catapani.

O primeiro, já era acostumado com o carro. Afinal, competia com ele aqui no Brasil. Já Catapani, nunca tinha pilotado um Porsche com cerca de 350 cavalos antes. Corria de Lola por aqui.

Portanto, para se familiarizar com o carro, Tite andou durante os treinos livres. Debaixo de chuva, cravou o quinto melhor tempo. Nada mal. Na sessão de classificação porém, com pista seca, Luizinho assumiu o volante e conseguiu colocar o carro um excelente sétimo lugar. 

A equipe brasileira estava prestes a fazer história.

No domingo, com pouco mais de uma hora de corrida, Luiz Pereira Bueno - ainda em sétimo lugar - abriu passagem e acabou sendo abalroado pela Ferrari 312PB de Helmut Marko (na ocasião, formando dupla com José Carlos Pace, então estreante pela Ferrari naquela corrida). Um totó, na verdade, que fez com que Luizinho saísse da pista e, com a suspensão do Porsche seriamente danificada, abandonasse.

Era o fim da aventura.

Um comentário:

  1. Primera foto: 4 Ferrari, 1 Mirage y el 908 de Pereira Bueno.
    Un grande Luizito!
    Abrazos!

    ResponderExcluir