17 de novembro de 2013

Austin-tin [1]

Ao vivo mesmo, só vi o Q3, graças à tecnologia, que já consegue colocar uma TV via satélite nos aviões. Quando iríamos imaginar que veríamos televisão, ao vivo, durante um voo? Mas, enfim, essa mesma tecnologia ainda não resolveu um jeito de vermos televisão sem a TV, ou sem qualquer coisa com uma tela. Portanto, tive de esperar para ver o início do treino agora à noite, pelo SporTV.

A bagaça ate que foi, digamos, interessante. 

Lá na frente, nenhuma mudança. As Red Bull dominaram, claro, como era de se esperar. Afinal, todo mundo parou de desenvolver o carro depois do retorno das férias, em Spa, quando viram que não teria jeito de alcançar os tourinhos. De lá pra cá só deu Red Bull. Ou melhor, só deu Vettel, que provavelmente vencerá amanhã, pela oitava vez consecutiva. Dará seus gritinhos histéricos pelo rádio e alguns zerinhos pra galera.

Esta se divertindo, o garoto, e aproveitando da melhor maneira o carro que tem nas mãos.

Webber larga em segundo. O australiano até estava mais rápido, mas errou no último setor, perdendo a pole por pouco mais de 0s1. Admitiu o erro, mas, convenhamos, é mais um que quer logo é que o fim do ano chegue, para enfim poder guiar os monstrengos da Porsche em 2014.

Daí pra trás, surpresas.

A começar pela Ferrari, que parece ter jogado a toalha de vez. Alonso foi só o sexto colocado, apagado toda vida, e Massa sequer passou para o Q3, e larga em 15º. Felipe ainda admitiu que o carro está uma merda mesmo, e que se nada mudar até amanhã a corrida vai ser "um desastre". Como carro de corrida dificilmente melhoram da noite para o dia, a corrida vai ser uma merda, mesmo.

Hulk, o incrível, fez o quarto tempo. Isso não é surpresa. É sim, impressionante o que esse garoto tem feito na pista com uma Sauber capenga, e mais impressionante ainda é não ter contrato para o ano que vem, ainda. Hulk larga atrás de Grojã, que nessa segunda metade de temporada tem sido o melhor do resto, ficando atrás apenas das Red Bull, tanto em classificações quanto em ritmo de corrida. É outro que tem sabido aproveitar o bom carro que tem nas mãos.

Kovalainen, o substituto, fez o que esperavam dele. Colocou o outro carro da Lotus no Q3, e vem andando próximo de Grojã durante todo o fim de semana. Larga em 8º amanhã, e deve arrumar uns pontinhos. Como disse aqui, se Kova não é lá um piloto excepcional, é competente, ao menos.

E o Bottas?

Todo pimpão, de contrato assinado, chegou a colocar a Williams na liderança do Q2, e ainda avançou para o Q3. Larga em 9º amanhã. Poderia ter sido melhor ainda, claro, se não tivesse cometido um erro durante o sua volta rápida no Q3. Mas, convenhamos, até eu estaria nervoso pacas, disputando um lugar entre os dez primeiros com uma carroça daquelas.

A corrida amanhã tem tudo para ser animada. Pista bacana, e um grid bastante interessante, que tem nas dez primeiras posições a dupla Vettel e Webber seguidos de Grojã, incrível Hulk, Hamilton, Alonso, Perez (cumprindo aviso prévio), Kovalainen, glorioso Bottas e Guti Guti.

2 comentários:

  1. Quando vi o título, pense que se referia ao Rin Tim Tim...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas era pra ser, mesmo. Só não achei nada dele relacionado aos EUA.

      Excluir