8 de dezembro de 2013

Vergonha

(Aldo, cadê?) Eu raramente falo de futebol aqui no blog. Ate porque não gosto do esporte, mesmo. Não tenho time. Até tenho uma certa simpatia pelo América/RJ, cuja última conquista foi o título da Série B do Carioca, em 2008, acho. Mas isso não chega a ser uma torcida. De qualquer maneira, me sinto na obrigação de comentar o que aconteceu em Joinville, hoje.

O que se viu pela tevê é um retrato do "país da Copa". Um país onde criminosos vão aos estádios sob a alcunha de "torcida organizada". Não são torcedores, claro, mas temos de confessar que são organizados, de fato. Marcam brigas pela internet, se matam antes e depois dos jogos, além de todas as outras barbaridades que vocês já conhecem. São isso mesmo: criminosos uniformizados. Com viagens, ingressos, uniformes, e tudo o mais bancados pelos próprios clubes. Jogadores incentivam isso o tempo todo, também, com suas dancinhas e coreografias cheias de violência, armas e afins.

Hoje, era dia de rodada final de campeonato, entre dois times de estádios diferentes, que sequer disputavam posição na bagaça. Um lutava contra o rebaixamento, e o outro, por uma vaga na Libertadores, sei lá. As torcidas se mataram nos primeiros minutos do jogo. Na arquibancada, diante das câmeras, que transmitiam tudo ao vivo, via satélite, para todo o mundo.

Repito: esse é o país da Copa. Essa é a noiva que está se atrasando para o casamento, mas vai à cerimônia (como disse um ministro dia desses, justificando o atraso das obras nos estádios). Eu, brasileiro que sou, tenho vergonha, e não quero passar nem perto das igrejas onde acontecerão esses "casamentos" no ano que vem. Mas, sinceramente, queria muito que os pais da noiva - entendam como todo e qualquer governante filho da puta envolvido nessa mamata que é a Copa de 2014 - estivessem na arquibancada de Joinville hoje. Queria que entrassem na porrada, que ficassem em coma e morressem, todos.

2 comentários:

  1. Jaime,

    o título do post disse tudo> VERGONHA...

    ResponderExcluir
  2. É, Jaime, só que enquanto eles se matam e esfolam por causa do futebol, esquecem a filha-da-putice dos políticos que lhes (nos) vão fod.... a vida diáriamente. Não é só aí, não. Como você titulou, VERGONHA! TRISTEZA, também.

    ResponderExcluir