30 de janeiro de 2014

Jerez, terceiro dia

(Animador) Felipe Massa andou pela primeira vez com o Williams FW36, hoje, em Jerez. Foi o assunto do dia, pra mim, que sou torcedor de um e de outro. Massa completou 47 voltas, com direito ao segundo tempo do dia, com 1m23s700. Em primeiro ficou Magnussen júnior, de McLaren, com 1min23s276.

Hamilton, o terceiro na tabela de tempos de hoje, completou 62 voltas com a mesma asa dianteira. Um recorde, sem dúvida. Alonso deu 58 giros com a F14-T (um aviso: não vou aguentar, e já já vou estar chamando essa Ferrari de F147, acostumem-se).

Repararam?

Williams, McLaren, Mercedes... O que todas elas têm em comum? Isso mesmo. O motor Mercedes! E, enquanto essa turma acumula quilometragem, a galera que utiliza motores Renault acumula dores de cabeça. Na verdade, a única equipe que participa dos testes de Jerez e utiliza motores Renault é a Red Bull, uma vez que a Lotus sequer deu as caras na Espanha e a Caterham... Bom, a Caterham com aquele bico não conta, né? Parece que tem a Toro Rosso também, né? Que trocou os Ferrari pelos Renault. Sifu.

Pois bem, Ricciardo deu 3 míseras voltas hoje, que somadas às 11 completadas por Vettel não serviram sequer para tirar o "macarrãozinho" dos pneus...



Preocupante?

A Renault já deu o recado: nada de vitórias nas primeiras etapas.

Além disso, já dizem por aí que a refrigeração do RB10 pode não ser assim uma Brastemp (entenderam?), e parece que Adrian Newey já correu para a fábrica de Milton Keynes...

Ou seja, é preocupante sim. Eu, não faço ideia. Não sei nada sobre refrigeradores. Nem sobre a Brastemp. Aqui em casa é Eletrolux.

Nenhum comentário:

Postar um comentário