30 de março de 2014

Malasianas [4]

(Cadê a chuva? Cadê o avião?) Finalmente a tática de "dormir e colocar o despertador pra me acordar 10 minutos antes da largada" funcionou. Mas confesso que estava com um sono dos infernos. Como não choveu, não teve porrada, não teve disputas... A corrida só conseguiu me entreter até a metade. Depois, tirava uns cochilos de tempos em tempos. 

Hamilton venceu pela 23ª vez na carreira, igualando o número de vitórias de Piquet. Além de pole, vitória, e liderança em quase todas as voltas (o "quase" fica por conta das paradas no box), ainda cravou a melhor volta da corrida.

Quando tudo dá certo e o carro é bom, o cara é quase imbatível... 



Pois bem. Na largada, Rêmilton não deu chances a ninguém. largou na ponta e por lá mesmo ficou, tranquilo. Mais atrás, Rosberg passou Vettel. Riccardão aproveitou o embalo e também deixou o companheiro para trás. Bottas passou cinco, e apareceu em P13. Massa também jantou alguns carros na curva 1, por dentro, mas como fiou por fora na segunda perna do caracol, teve de recolher. 

No meio da turma, Räikkönen batahava com Magnussen junior. O pupilo mclariano abusou um pouco do otimismo e acabou acertando o pneu traseiro do finlandês, que furou. De quebra, ainda teve a asa danificada, pagou um stop & go de 5 segundos e perdeu dois pontos na carteira. Aqui, um parêntese: achei meio exagerada a punição. Me pareceu toque de corrida. Afinal, ninguém calcula furar o pneu do outro, pombas! E mais: o garoto teve e trocar a asa por causa da trapalhada. Só isso já era uma punição de 5 segundos "natural". 

Enfim... Lá atrás, uma Marussia (Bianchi acho) teve seu dia de Kobayashi, e veio desembestada para acertar em cheio a Lotus de Maldonado. 

E assim foi a largada.

Daí em diante, Hamilton, encapetado, imprimiu velocidade de cruzeiro e sumiu na frente de Rosberguinho. Não deu chances a ninguém. Vettel recuperou a posição de Riccardão (Multi 12? Será?) mas não tinha carro, ou vontade, ou sei lá mais o que pra atacar os mercêdicos. O terceiro lugar estava de bom tamanho. 

Na volta 8, A Lotus chamou Maldonado no rádio para visar que ele teria de abandonar. "Pára essa porra!", disseram. Ao passo que o venezuelano respondeu: "De novo? Nem fodendo! Tô pagando...". Até que Hugo Chávez apareceu na frente do piloto, enrolado na bandeira venezuelana, e convenceu o pupilo a abandonar.

O fim de semana da Lotus só não foi um fiasco completo porque Grojã conseguiu um 11º lugar, depois de segurar Räikkönen no fim. Se bobear, ainda conseguem pontuar esse ano. É só ficar na pista e eseprar os outros quebrarem.

O problema é ficar na pista...

E as Ferrari? Alguém viu? Räikkönen só apareceu com o pneu furado no início e depois brigando com Grojã no final. Já Alonso eu nem sei se largou. Largou?

Massa e Bottas andaram juntos desde o início. Largando em P13 e P18, respectivamente, na volta 3 já apareciam em P9 e P10. Com Felipe grudado em Magnussen, o oitavo, e Bottas já soltando umas indiretas pelo rádio do tipo "acho que vou jantar massa hoje".



Quando o pupilo mclariano fez a troca e pagou o stop & go logo em seguida, Massa conseguiu se livrar um pouco do endiabrado finlandês. Aliás, vale o parêntese: anda bem esse Bottas, hein? Sabe que tem um bom carro nas mãos e ganhou confiança na Austrália... Se Felipe não acordar, fodeu.

Teve um lance já no final, algo relacionado a ordens de equipe entre os dois e tal, mas eu confesso que não vi. Provavelmente estava cochilando. Quando eu parar pra ver o que aconteceu mesmo, volto aqui pra escrever sobre.

Enfim.

A corrida ficou muito abaixo das minhas expectativas. De verdade. E espero que já no próximo fim de semana, no Bahrein, a coisa seja um pouquinho mais animada. Afinal, com carros que não fazem barulho, e a turma se preocupando mais em poupar pneus e combustível do que propriamente em acelerar... Alguma emoção têm de ter. 

Já cogito inclusive apoiar aquela ideia maluca do Ecclestone de molhar a pista durante as corridas, viu?

No final, os dez pontuáveis, na ordem, foram: Hamilton, seguido de Rosberg, Vettel, Alonso, Hulkenberg (que corrida!), Button, Massa, Bottas, Magnussen e Kviat. 

Rosberguinho lidera o campeonato até aqui, com 43 pontos. Mas Hamilton, o segundo, com 25, já mostrou que se não tiver problemas no carro consegue acompanhar. Alonso, mesmo sem aparecer nas corridas, é o quarto, com 24. Button, idem, tem 23 e Magnussen 20.

Um comentário:

  1. Jaime,

    Foi uma corrida muito chata. Assistir uma F-1 com disputas apenas nas primeiras duas ou três voltas não é agradável, menos ainda a essa hora da manhã!

    abs

    ResponderExcluir