11 de maio de 2014

Na Catalunya [2]

Cinco vitórias nas cinco primeiras corridas. Até aí tudo bem. A McLaren já tinha feito isso em 1988, com Senna e Prost, e a Ferrari em 2004, com Schumacher. Mas em nenhum desses dois casos os "carros dde outro planeta" fizeram pole, volta mais rápida e lideraram todas as voltas nessas cinco corridas. A Mercedes também não. Afinal, Vettel fez a melhor volta da corrida hoje. Mas, mesmo 4 poles, 4 vitórias e 4 GPs com todas as voltas na liderança já é um recorde absoluto dessa Mercedes. O maior domínio que a F1 já viu. O fim dos tempos para os chatos saudosistas.

Bom, esse primeiro parágrafo foi só pra lembrar qque não existe dúvidas sobre qual equipe vai ganhar a corrida. A vitória é apenas entre Hamilton e Rosberg, só. Hamilton está sobrando. Das cinco etapas disputadas, ganhou as 4 últimas, com Rosberguinho em segundo, sempre. Rosberguinho que ganhou a primeira. Primeira que Hamilton abandonou, e talvez tivesse ganho, também.

A corrida na Espanha foi morna, e não digo que foi inteiramente chata pois teve lá seus brilharecos.

Nos concentremos neles...

Alonso x Räikkönen
Parece que o Homem de Gelo (e vodka) se encontrou com o problemático carro da Ferrari. Pela rimeira vez na temporada largou na frente de Alonso, e conseguiu se defender bem dos ataques (e chiliques) do espanhol. Alonso, sacana, antecipou a primeira parada para tentar passar e sifu. A Ferrari não fez um bom trabalho e Kimi desceu a bota, e voltou na frente. No final, de pneus duros, segurou Alonso, de médios, enquanto pôde. Mas, com uma parada e uma posição a mais, Alonso ainda é o primeiro piloto na equipe. São 49 pontos contra 17 de Kimi.

Grosjean e a Lotus
Enquanto Maldonado segue fazendo merda em cima de merda lá atrás, Grojã vai fazendo o dever de casa. Hoje, conquistou os primeiros pontos para uma Lotus capenga e falida. É um baita resultado, convenhamos! E o francês, que terminou 2013 em alta, merece.



Bottas e Massa
Massa largou em 9º - por um erro exclusivamente seu, assumido - e terminou em 13º. Bottas largou em 4º e e terminou em 5º, brigando com Vettel. Nenhum dos dois se envolveu em incidentes, toques, problemas nos boxes... Nada! Se Massa não reagir logo, vai ser engolido pelo finlandês.

Hamilton e Rosberg
Como eu disse depois dos treinos livres, Hamilton, com o carro acertadinho e naqueles dias, é quase imbatível. E hoje foi um desses dias. Mesmo com uma estratégia que não o favorecia no final, calçando pneus de pau contra os médios de Rosberg, tirou leite de pedra e manteve uma distância segura para vencer. Não parece ter minado a confiança de Robserg, que é quase um monge e, lembrem-se, jantou Schumacher com batatas na mesma Mercedes...

Mas, se eu tivesse de apostar em um campeão hoje, seria Hamilton.

Red Bull
Pódio para Riccardão e uma corrida primorosa de Vettel, que saiu de 15º para chegar em 4º, com direito a melhor volta da corrida. Para quem ainda tem um carro com o motor limitado e sequer andou na sexta e no sábado, hoje foi como uma vitória para Vettel.

Foi isso.

No mundial, Rêmilton assumiu a liderança, com 100 pontos, 3 a mais que o companheiro. Em terceiro está Alonso, com 49 pontos, seguido de Vettel com 45 e Ricciardo com 39. É um outro campeonato. ou você sacham que algum ainda têm chances de alcançar os mercêdicos? No mundial de construtores, são 197 pontos dos prateados, contra 84 da Red Bull, 66 da Ferrari e 57 da Force India.

Outro campeonato que acabou.

Embora seja interessante acompanhar como será a briga de Ferrari, Force India, Williams e McLaren. Afinal, seus pilotos estão todos andando mais ou menos no mesmo ritmo, e todas estão separadas por apenas 23 pontos. São uns bons milhões a mais no orçamento...

Que venha Mônaco...

Nenhum comentário:

Postar um comentário