8 de junho de 2014

Canadianas (2)

Depois da polêmica, falemos, enfim, da corrida canadense. 

Já adianto que não vi a largada. Estava no caminho pra casa (com a TV na mala do carro, longa história), mas ouvi pelo rádio que Hamilton e Rosberg se estranharam e as duas Marussia se bateram lá atrás. Maldonado também se fodeu nessa, acho. Foi isso mesmo? Ainda não vi.

Safety Car entrou na pista e deu tempo de chegar em casa, subir com a TV, ligar e ver a relargada.

Nada aconteceu até a segunda parada da turma mercêdica, quando Hamilton voltou atrás de Vettel, mas não demorou para despachar o tourinho vermelho e destruir a vantagem de 2s que Rosberg construiu. Estava bem mais rápido. Rosberg sentiu a pressão, e errou a freada da última chicane, passando reto pela área asfaltada. Na minha opinião ele claramente ganhou tempo com a manobra, mas a FIA deixou passar com um simples "alerta".

Lá atrás, a briga tinha... os dois Force India, os dois Red Bull, as duas Williams e Alonso, acho. Bottas, esperto, antecipou a parada para tentar jantar toda essa turma. Vettel, esperto também, alertou pelo rádio "ó, o cara parou! Não façam merda!". A equipe entendeu e o chamou na volta seguinte.

Massa passou Alonso - na pista - e foi o único da turma que ficou a pista...

Hamilton, que já estava encostado em Rosberg de novo, alertou pelo rádio "Deu merda! Deu merda! Alguma coisa no carro não tá funfando, manos". Essa alguma coisa era o sistema MGU-K, que também afetou o carro de Rosberg. As duas Mercedes passaram então a vagar pela pista. E, como todo castigo pra corno é pouco, o problema no carro de Hamilton afetou os freios traseiros, e o inglês teve de abandonar.

Rosberg parou de novo, trocou pneus, e voltou. Se arrasando, mas voltou... 

Massa, o segundo, não demorou para jantar o desolado mercêdico e assumir a ponta. De quebra, ouviu pelo rádio a equipe dizer "se vira com esses pneus aí, que talvez dê pra ganhar". Não dava, claro. Massa tinha colocado os pneus macios na volta 15, e nem se estes fossem de madeira  ele aguentariam até o fim.

O brasileiro parou na volta 48, e voltou em sétimo, atrás da 'turma da merda'.

Nesse momento, Rosberg liderava (!), seguido de Pérez (!) - com a estratégia de uma só parada - Riccardão, Vettel, Hulkenberg, Bottas, Massa e Alonso.

Na volta 58, Bottas tentou o bote em Hulkenberg, errou, e Massa jantou os dois. Com pneus novinhos em folha, assumiu a quinta posição e passou a andar como se não houvesse amanhã. Afinal, com a turma lá da frente se arrastando, as chances e vitória eram mais do que reais.

Cravou por duas vezes a melhor volta da corrida e grudou em Vettel.

As dez voltas finais tinham um trenzinho formado por Rosberg, Pérez, Riccardão, Vettel e Massa. Todos grudados um no outro. Nada definido.

Na volta 66, Ricciardo Ricardo passou Pérez, que reclamava pelo rádio que seus freios estavam nas últimas! "Las pastillas! Las pastillas!" gritava ele. Duas voltas depois, o mesmo Riccardão passou Rosberg, decretando a vitória de um primeiro caro não mercêdico.

Na volta seguinte, a penúltima, foi a vez de Vettel passar pelo mexicano. Massa (lembram? Babando, de pneus novos, motor Mercedes, melhor volta e tal) tentou o mesmo na abertura da última volta e...



Bom, vocês sabem o que aconteceu. Bateram - forte - e deu uma merda dos infernos. Não vou dissetar sobre isso aqui, basta ler o post aí embaixo. Bom para vaga-lume Button (jura que ele correu hoje?) que herdou a quarta posição. Completram os dez primeiros Hulk, em quinto, Alonso (correu, também?), Bottas, Vergne, Magnusen junior e Kimi.

Primeira vitória do dente de mula a Fórmula 1. Merecida, depois de tudo o que o garoto fez nessa temporada. No campeonato, Rosberguinho abriu 22 pontos de vantagem para Hamilton. O que, nessa altura do campeonato, não significa absolutamente nada. As merdas têm acontecido com Hamilton. Uma hora isso pode virar. 

Deve virar, aliás.

Um comentário:

  1. Cara, confesso que já estava me dando nos nervos ninguém tomar a iniciativa de atacar o Rosberg, a turma da RBR tava de sacanagem não passar o Perez.. tudo bem, velocidade de reta e blá blá blá, mas era claro que quem passasse ganhava... agora, se o Ricardão esperou pra passar o Perez p não dar tempo do Vettel passar tbm e incomodar ele (roberg seria vitima fácil) foi genial

    ResponderExcluir