1 de junho de 2014

Na Áustria (2)

(É...) Ontem aconteceu a segunda tapa da Fórmula Light no clube F1BC, de automobilismo virtual. Eu raramente escrevo os posts pós corrida assim que elas terminam. Mas hoje, como não consegui sequer completar a segunda volta da corrida, pensei: que se dane!

Na classificação fiz duas voltas limpas, e como havia treinado umas voltas rápidas antes, cravei 1m21s717. Tempo esse que me garantiu um P13 razoável. Dava pra melhorar uns dois décimos. Três, no máximo. Mas não dava pra chegar nem perto do top 10, com a turma virando na casa de 1m20 e alguma coisa. 

Como somente os dez primeiros tem de largar com o pneu com o qual fazem a classificação, eu estava com um carro bom e a pista tinha pontos de ultrapassagem, não vi muita vantagem em arriscar.

A largada teve uma confusão grande na turma lá da frente, mas eu estava longe, e passei sem maiores problemas pela primeira curva. Ainda na primeira volta consegui ganhar umas posições, graças à turma que se bateu aos montes pela pista. Fechei a primeira volta em 8º, se não me engano, com o João Matic e o Gustavo Lizieri grudados no meu aerofólio (essa foto aí em cima, aliás, é da última curva, no final da primeira volta, com o Matic fungando no meu cangote). 

Antes da primeira curva, o Matic colocou de lado e passou. Eu dei uma espremida nele, de leve, mas não impedi a manobra. Início de corrida ainda, pneus frios e tal... Mas consegui sair melhor, colado, e coloquei de lado para devolver a ultrapassagem. Esgoelei o motor, e chegamos eu, o Matic e o Lizieri juntos na curva 2. Freei antes, virei sanduíche, peguei zebra, perdi tempo e os dois me passaram... Sem problemas. Era prova de que eu estava rápido, e conseguindo brigar com os dois, que normalmente andam na minha frente mesmo.

Toda essa briga aparece no vídeo aí embaixo a partir dos 1m45s, quando o Matic coloca de lado, eu tento dar o 'xis', e o Lizieri pega carona no meu vácuo e janta nós dois.

Depois disso...

Bom, vejam o vídeo - todo! - e tirem suas próprias conclusões. Peço que deixem os comentários (aqueles balõezinhos) ativados. Deu um trabalho da porra colocar eles, e ajudam a entender tudo.



Repararam que eu fiz questão de colocar o ponto de vista do outro piloto?

Enfim.

Para ver o replay da corrida na íntegra basta clicar aqui

E, pra finalizar, ficam aqui meus sinceros aplausos para o Daltton Lima, que montou um setup maravilhoso, mesmo sem estar correndo essa segunda temporada. Pena que não deu pra ver o que o carro era capaz de fazer.

Fica pra próxima.

7 comentários:

  1. Amigo, quer que esse tipo de coisa acabe? Treina mais e anda no pelotão da frente.

    Meu lema é que: Quando se anda no pelotão da merda, merda acontece!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então a culpa ainda é minha?! Puta merda...

      Excluir
  2. Pqp, que cacetada! O que aquele cara estava pensando em conseguir, além de um strike?

    ResponderExcluir
  3. Faz parte Jaime, o cara errou... é chato, a cabeça fica quente, mas não dá pra fazer mais nada. Agora, é o mesmo cara da primeira volta? O carro é da mesma equipe... se for o mesmo cara, o carro dele é indestrutível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É inacreditável. Mas, é o mesmo piloto sim.

      Excluir
  4. KKKKKKKKKKK, isso tem nome: sindrome de Andrea de Cesaris!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Eita Jaime, isso realmente deixa a pessoa extremamente chateada, ainda mais quando este tipo de acidentenão gera punição nenhuma para o causador. Melhor sorte na próxima.

    ResponderExcluir