21 de junho de 2014

Na Áustria (2)

(Pista de verdade é outra coisa) E pela primeira vez no ano as Mercedes caíram no treino. Coube à Williams, então a segunda força na Áustria, fazer o primeiro 1-2 da equipe desde o Grande Prêmio da Alemanha de 2003, com Ralf e Montoya. E mais: teve Felipe Massa desbancando Bottas com o cronômetro já zerado, coisa linda de se ver...

Não, eu não torço contra o Bottas, como alguns podem supor. A frase aí em cima foi uma simples transcrição do que realmente aconteceu... Torço pra Williams e, claro, pro Massa. E digo mais: não discuto torcida. É como certas partes de nossa anatomia. Ou seja, cada um tem a sua.

Dito isto, falemos do treino.

No Q1, foram degolados os marussicos e caterhânicos, normal, que dessa vez tiveram a companhia dos dois carros da Sauber, coitados. Uma tristeza ver a decadência da equipe, que se no ano passado estava em plena ascensão, hoje ocupa a penúltima posição no mundial de construtores, se não me engano...

No Q2 a coisa começou a esquentar, e com tempos relativamente próximos, quem não encaixasse "A" volta, estaria fora. Para se ter uma idéia, à exceção de Rosberg - que liderou a sessão - Vergne e Grosjean, todo mundo virou na casa de 1m09s. No fim, acabaram ficando pelo caminho Pérez (perde ou não perde 5 posições amanhã?), seguido de Button, Vettel, Maldonado, Vergne e Grosjean.

E aí veio o Q3...

Na primeira tentativa de todo mundo, Bottas fez o melhor tempo, cravando 1m08s846. Massa passou perto, mas não conseguiu abaixar. Até aí tudo normal. Afinal, ambos têm o mesmo carro, e em uma pista sem muitos segredos e a turma naturalmente andando bem próxima... Mas quando Hamilton não marcou volta (sei lá porque voltou para os boxes para ajustar alguma coisa no carro) e Rosberg não bateu o tempo de Bottas, a coisa ficou esquisita. Surgiu uma pontinha de dúvida, e - por que não? - de esperança: seria a primeira pole "não-Mercedes" no ano? Se sim, conseguiria Massa desbancar Bottas?

Faltando pouco menos de 3 minutos para o fim, todo mundo na pista de novo para a segunda tentativa. Bottas foi o primeiro a abrir a volta, e errou no final da segunda parcial, dando adeus à chance de melhorar a marca. Restava torcer contra o resto...

Hamilton perdeu o carro na freada para a curva 2 e rodou sozinho. Fiquei com a impressão de algum problema mecânico... Sei lá. Restavam na pista Alonso (pff!), Rosberg e Massa, que com uma volta perfeita, bateu Bottas por míseros 0s086 ao cravar 1m08s759. 

E Rosberg, de Mercedão? Terceiro lugar em condições normais, 0s185 atrás de Massa.

Como eu disse ontem, embora o favoritismo ainda seja da Mercedes (mesmo com Hamilton largando no "pelotão da merda", como dizem), a Williams tem na Áustria a sua melhor chance de brigar por um pódio e, quem sabe, eventualmente beliscar uma vitória. 

Eu aposto em pódio, com certeza.


Nenhum comentário:

Postar um comentário