30 de março de 2015

Andrea Moda

12 corridas e apenas 1 largada.

Esse é o resumo da Andrea Moda na F1 de 1992.

Uma das piores equipes que a categoria já viu.

Horrível!

A foto aí em cima é emblemática.

Em Silverstone, a equipe mandou Perry McCarthy pra pista com pneus de chuva...

Debaixo de um sol de rachar!

Na pré-classificação (com os pneus certos), Moreno foi 11s6 mais lento do que Nigel Mansell (o mais rápido, com a Williams), e 1s8 mais lento do que o segundo pior carro do grid: o Brabham de Eric van de Poele. McCarthy, por sua vez, ficou a 16s1 de Moreno e incríveis 27 segundos (!) de Mansell.

Tem mais!

Antes, no GP do Brasil, a manopla do câmbio soltou nas mãos de Moreno depois de apenas algumas voltas. Na Espanha, o motor de Perry McCarthy quebrou após apenas 18 metros...

Ainda nos boxes!



Faltava organização, parafusos, dinheiro...

Tudo!

Até que chegou Mônaco.

E Moreno conseguiu classificar o carro preto na 26ª (e última) posição do grid.

Com isso, a Andrea Moda largaria pela primeira e única vez na F1.

Quase um milagre!

"As melhores voltas dos pneus eram a quinta ou sexta, só que na quarta o nosso motor poderia superaquecer, porque não tinha refrigeração o suficiente!" (Roberto Moreno)



"Classificar a Andrea Moda em Mônaco talvez tenha sido melhor do que ser campeão."

Pena que o fraco motor Judd durou apenas 11 voltas.

[...]

Depois de muitas desastrosas sessões de pré-classificação, o circo finalmente chegou à Spa-Francorchamps, para a disputa do GP da Bélgica.

Com a ausência dos dois carros da Brabham (que faliu logo após o GP da Hungria), não haveria mais a necessidade da pré-classificação, e a Andrea Moda poderia largar no domingo.

Poderia...

Primeiro, McCarthy quase se esborrachou na Eau Rouge.

"Eu cheguei desesperadamente na Eau Rouge tentando faze-la 'flat', e o braço da direção teve uma flexão. Eu continuo não acreditando como consegui passar por aquela curva. Quando cheguei para falar com os mecânicos, eles disseram: sim, nós sabemos; retiremos estas peças do carro que o Moreno usou lá na Hungria" (Perry McCarthy)

E para completar, Andrea Sasseti (o dono da equipe) chegou a ser preso no paddock de Spa, acusado de sonegação fiscal.

Foi a gota d'água para a FIA excluir a equipe da Fórmula 1.

O motivo?

A equipe trazia "má reputação ao esporte".


4 comentários:

  1. Prefiro não fazer nenhum comentario em relação a Andrea Moda, mas eu me pergunto como que um piloto como o Moreno com o talento que tinha chegou nessa situação... na verdade eu sei, mas ainda me pergunto, será que ele merecia isso???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recomendo veementemente a leitura da entrevista que o Verde fez com o 'Baixo' há algum tempo atrás. Lá você vai encontrar a resposta pra sua pergunta.

      O link é esse aqui:

      http://bandeiraverde.com.br/2012/02/15/entrevista-com-roberto-moreno-parte-1/

      Excluir
    2. Pois é ai que me refiro, acho que por tudo que passou e fez, merecia mais!

      Excluir
  2. Prefiro não fazer nenhum comentario em relação a Andrea Moda, mas eu me pergunto como que um piloto como o Moreno com o talento que tinha chegou nessa situação... na verdade eu sei, mas ainda me pergunto, será que ele merecia isso???

    ResponderExcluir