10 de março de 2015

Apenas parem

A Allianz Seguros e o instituto Ayrton Senna mais uma vez evocaram o "Deus Senna" em uma campanha qualquer aí. Tem vídeo da bagaça rolando aqui, no qual participa também Érik Comas, contando que Ayrton o salvou milagrosamente na Bélgica, em 1992. Um exagero!

Já se passaram 20 anos e não deixam o cara morrer em paz...

3 comentários:

  1. Te falar uma coisa: Esse Instituto só faz, a cada dia que passa, mais raiva no povo que realmente gosta de Fórmula 1...

    ResponderExcluir
  2. E a ladainha da Igreja do Deus Senna Vivo prossegue, com seus fiéis quase tão fanáticos quanto os mais radicais islâmicos...

    ResponderExcluir
  3. Mas a boa ação de 1992 compensará o risco em que colocou outros um ano depois na mesma pista?
    Despiste forte de Zanardi, bandeiras amarelas por todo o lado, Andreti procede como é suposto, Senna chega depois e não consegue fazer o mesmo que o americano.
    Devia vir com pressa para "ajudar", certamente, foi por isso que parou mais perto do monolugar do Zanardi do que tinha feito em relação ao Comas,
    O link:
    https://www.youtube.com/watch?v=nW7XHwNQJic

    ResponderExcluir