12 de março de 2015

Eu, tu, eles

Giedo Van Der Garde ganhou em segunda instância o processo que moveu contra a Sauber em um tribunal australiano. Na manhã de ontem (noite no Brasil), a Suprema Corte de Victoria negou o recurso apresentado pela Sauber e a equipe terá mesmo de colocar Van der Lei n'um dos carros da equipe...

O advogado do piloto holandês sugeriu até o confisco de itens da Sauber, no caso de descumprimento da decisão - a equipe, por sua vez, disse que pretende respeitar o veredicto final.

Então, quem sai? Nasr ou Ericsson?

O Banco do Brasil (que colocou cerca de 20 milhões de dinheiros europeus na equipe - pagos à vista pelos dois anos de contrato de Nasr) já pediu esclarecimentos sobre o caso, e é bem capaz que peça a granas de volta caso o brasileiro seja o preterido. O problema é que Marcus Ericsson não fica atrás; afinal, também desembolsou a mesma quantia para correr.

A parte final do julgamento está programada para às 10h30 desta sexta-feira (20h30 de hoje, pelo horário de Brasília), exatamente duas horas antes do início do primeiro treino livre em Melbourne.

Vão dar uma cadeira de rodas para o cara pilotar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário