1 de abril de 2015

Bruto e maravilhoso



A 'Besta de Turim' volta à vida após 100 anos...

O vídeo é deliciosamente espetacular!

A história, idem.

Apenas dois Fiats S76 desses foram produzidos, em 1911, para bater o recorde de velocidade em reta da época. O carro atingiu 135 mph (217 km/h), mas o recorde não foi reconhecido - e eu não consegui entender o real motivo disso (parece que não conseguiu percorrer o caminho de volta, sei lá). Se alguém souber, peço que esclareça aqui nos comentários.

Após a Primeira Guerra Mundial, um dos modelos foi desmontado pela Fiat (para preservar seus segredos técnicos) enquanto o outro foi comprado por um ricaço russo que levou o carro para a Austrália. Este mesmo carro foi levado para o Reino Unido em 2003, quando uns loucos deram início a um projeto de restauração que durou mais de 10 anos, e cuja joia, claro, é o motor de assustadores 28,5 litros (eu já tinha pingado outro vídeo dele, curtinho, aqui).

Dá pra imaginar esse troço a 200 km/h?!

O Monstrengo vai participar do tradicional Festival de Velocidade de Goodwood desse ano, que acontece entre os dias 25 e 28 de Junho, na Inglaterra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário