2 de abril de 2015

O último dos moicanos

Morreu hoje, aos 106 anos, Manoel de Oliveira. Além de um conhecido cineasta português, Manoel era, muito provavelmente, o único piloto remanescente das corridas do pré-guerra ainda vivo. O cara correu no Circuito da Gávea (!), aqui no Rio, sendo o terceiro lugar em 1938 o seu maior triunfo. Além disso, viu todos os grandes correr: de Nuvolari a Vettel.

"Senna era um bom piloto e Nuvolari ganhou algumas corridas, mas Fangio era superior aos dois". E era, mesmo. Quem sou eu pra discordar? Só colocaria também na lista Clark e Schumacher. Atrás de Fangio, mas antes de Ayrton. 

O Paulo Alexandre Teixeira contou toda a história de Oliveira lá no Motordrome. Para ler, basta clicar aqui.

Um comentário:

  1. Manoel fez história...

    nas pistas e nas telas...

    descanse em paz...

    ResponderExcluir