10 de abril de 2015

Shanghai Noon (1)

Isso aí aconteceu no FP2. Um sujeito saiu da arquibancada, atravessou a pista e seguiu em direção aos boxes da Ferrari, dizendo que "queria testar um carro". Alonso ofereceu o dele, na McLaren, por toda a temporada. Aí o sujeito se entregou e disse preferir a pena de morte...

-

Não vi os treinos livres, confesso. Imagina! Se mal acordo pra ver classificação e corrida nesses fins de mundo com corridas de madrugada (e ruins), que dirá treinos livres, que não valem de porra nenhuma... Não mesmo!

Mas cheguei a dar uma olhada nos minutos finais do FP1 e, óbvio, não vi nada de muito especial: Hamilton na frente, enfiando meio segundo em Rosberguinho e uma trolha no resto - que tinha a Ferrari de Vettel como "líder", em 3º, mais de 1 segundo atrás. Hoje de manhã vi que no FP2 foi outra lavada de Hamilton, com Räikkönen em 2º, 0s443 atrás, e Riccardão em 3º, tomando uma trolhada de mais de 1 segundo.

No domingo, se Mao Tsé-Tung não ressucitar (ou seja, se nenhum milagre acontecer), vai ser uma covardia da Mercedes, e a Ferrari deve ir ao pódio de novo (mas esqueçam vitórias! Em condições normais não vai rolar. Minha aposta para o 3º? Räikkönen). E vai ser uma corrida chata pacas, podem anotar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário