11 de maio de 2015

Eu não disse?

(Se eu tivesse apostado...) Durante a semana eu já tinha canado a pedra: "Espanha é um GP onde nada sai errado". Ou ainda: "em 75% das corridas a vitória focou com o pole". E ontem não foi diferente: pole de Rosberguinho no sábado e vitória no domingo. Ok, a largada moonwalker de Hamilton ajudou, porque, em condições normais (e andando o que andou na corrida) Lewis atropelaria o companheiro. Mas aí teve de fazer uma corrida marcando Vettel, para retomar a posição perdida na largada, e a chance de vitória foi pras picas.

Aliás, Rosberguinho, Hamilton e Vettel nem precisavam ter corrido. Afinal, largaram e chegaram na mesma posição. Bottas foi outro; largou em quarto e em quarto chegou. Räikkönen em quinto também não chega ser aquela surpresa. Afinal, os dois tororrôsicos largaram na frente e foram ultrapassados por todo mundo, o que era meio óbvio - esse motor Renault é uma bomba!

E foi isso, em resumo. De resto, Force India se arrastando, Sauber idem e McLaren longe de tudo e de todos - a Manor-Marussia ainda é pior, mas pelo menos completa as corridas. A Lotus até salvou uns pontinhos com Grosjean, e poderia fazer mais se o outro piloto não fosse Maldonado - o carro tem potencial.

Aliás, a vitória do cara no mesmo GP da Espanha, em 2012, é um dos maiores mistérios da história da Fórmula 1, sério! 

Enfim, o campeonato segue com toda a pinta de um tri de Hamilton. O inglês lidera com 111 pontos, Rosberg tem 91 e Vettel 80. Raikkonen é o quarto, e só não o descarto ainda porque tem, hoje, o segundo melhor carro do grid. Mas com 52 pontos não vai fazer nenhum milagre. Ninguém mais faz milagre nessa F1.

A próxima é em Mônaco. E, falando em vitória inexplicável, se até Panis e Trulli venceram por lá, eu acredito em uma possível (possível!) zebra em favor da Ferrari. Por que não? É a melhor chance dos caras repetirem a vitória na Malásia. Talvez a única: largar na frente e trancar a rua. Porque, em condições normais, a vantagem da Mercedes é tão grande quanto a do ano passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário