6 de julho de 2015

Nasceu de novo


(Putz!) Antes de falar da F1, falemos da Nascar - mais especificamente da panca de Austin Dillon ontem, em Daytona. Inacreditável que o piloto tenha saído do carro andando, sem nenhum arranhão.

O vídeo da porrada está aqui.

E mais:

Muita gente não entende quando eu digo que a F1 perdeu parte do seu 'encanto' quando deixou de ter acidentes. A busca implacável por segurança (a qual não sou contra) iniciada a partir da morte de Ratzenberger e Senna decretou o fim do risco que fazia a categoria tão impressionante e os pilotos tão admirados. A Nascar evoluiu, aprendeu a ser segura, mas os acidentes e o risco continuam lá. Controlados (na medida do possível), mas lá. Essa é a diferença.

Um comentário: