14 de agosto de 2015

Monza, 1988

(Milagre?) Em 14 de Agosto de 1988 morria Enzo Ferrari. Pouco menos de um mês depois, n'um 11 de Setembro, Gerhard Berger venceria o GP da Itália, em Monza, dando fim à hegemonia da McLaren naquela temporada - Senna e Prost faturaram todas as 11 corridas anteriores, e venceriam as 4 provas subsequentes. 

Em uma situação normal, não haveria adversários para os mclarianos. A Ferrari, inclusive, não vencia em Monza desde 1979, com Jody Scheckter (corrida que também marcou a última dobradinha dos maranélicos por lá, com Gilles Villeneuve chegando em segundo)... Porém, se por um lado Prost abandonaria na volta 34 - traído pelo motor Honda pela primeira e única vez na temporada, Ayrton se enroscaria com um retardatário (Jean-Louis Schlesser, que substituía Mansell na Williams) há duas voltas do fim, na 49, depois de liderar a corrida desde a 1ª. 

Berger e Alboreto apareciam na sequência, e herdaram ambas as posições...

Um 1-2 tifosi, em Monza, 9 anos após a última dobradinha e menos de um mês após a morte de Enzo Ferrari... Dá pra imaginar?

Não, não dá.


Um comentário: