22 de agosto de 2015

Na Bélgica (1)

(Cadê inspiração pros títulos?) Só para não passar em branco o primeiro dia de atividades na Bélgica, ontem, Rosberg foi o mais veloz - apesar da estranha dechapada do pneu, seguido dos dois carros da Red Bull (Riccardão e Kvyat) e das duas Ferrari (Räikkönen e Vettel, na ordem). As Williams foram a decepção do dia, com Bottas em P10 e Massa em P14. Nada de muito especial, como todo primeiro dia de treinos.

A única explicação para o desempenho das Williams talvez seja a seguinte: já estamos no meio da temporada e, com a quantidade de motores limitada por ano, não vale a pena queimar cartuchos n'uma pista como Spa: de alta velocidade e amplamente conhecida de todo mundo.

Ah, teve Maldonado no muro também, logo no comecinho...


Era pra ser mais uma escapada normal. Sair de traseira, fritar os pneus e tal... Mas voltar para os boxes com o carro inteiro. Só que Pastor tem um azar digno de Chris Amon, puta merda!

Enfim.

Daqui a pouco tem o treino que define o grid. Vou acompanhar, claro. Menos pela minha motivação com a F1 atual, e mais porque é Spa mesmo. Spa é foda. E pista foda sempre rende corridas ao menos razoáveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário