26 de outubro de 2015

E na MotoGP...

A disputa pelo título teve seu auge na Malásia - penúltima prova da temporada.

Depois das farpas trocadas pelos principais pilotos envolvidos antes da etapa, a corrida pegou fogo quando Marc Márquez abriu passagem para Jorge Lorenzo e se concentrou em atrapalhar a corrida de Valentino Rossi - líder do campeonato, companheiro (de equipe, apenas) de Lorenzo e com quem Márquez já vinha se estranhando desde o início da temporada.

Deu no que deu.


Eu não vi a corrida ao vivo; e analisando os primeiros vídeos que pipocaram sobre o lance, n'um primeiro momento me pareceu sim, que Rossi realmente "chutou" Márquez para fora da pista. Mas o vídeo aí em cima me leva a acreditar que Márquez apenas encontrou o que procurou durante toda a corrida: o chão.

Depois da prova o espanhol declarou que "foi chutado, agredido", e Rossi devolveu que "Marquez ganhou a luta dele, e o fez perder o campeonato". Principal beneficiado com a confusão, Lorenzo saiu em defesa do compatriota, afirmando que "Valentino só não foi punido como deveria porque é o Valentino". Para o espanhol da Yamaha, o companheiro deveria ser excluído da prova malaia - o que o faria perder os 16 pontos conquistados com o terceiro lugar e a liderança do campeonato.

Mas não.

Os resultados foram mantidos, e Rossi (punido) larga em último na etapa final, em Valência.

O décimo título (oitavo na categoria principal) ficou mais longe? Ficou. Mas depois desse circo todo, se eu já estava torcendo por ele, agora estou ainda mais; e acredito que metade do grid tenha comprado a briga. Márquez não é lá dos sujeitos mais amáveis (e limpos) do grid. É um gênio? É. Mas está se mostrando um péssimo perdedor.

Aguardemos pelo dia 8.

5 comentários:

  1. Comparto totalmente el punto de vista.

    ResponderExcluir
  2. Jaime! Também vi e revi as imagens e continuo achando que o Rossi deu um pontapé na roda dianteira do Márquez! Tudo bem que ambos já vinham se estranhando a algum tempo, mas nada justifica atitude antidesportiva! Acho de profundo mau caratismo quando, em qualquer esporte, o sujeito usa de má fé! Temos exemplos: Prost X Senna, Senna X Prost, Schumacher X Villeneuve, Schumacher X Hill, Anderson Silva, Ben Johnson - se formos listar vai 'ao infinito e além"! Rossi tinha que ganhar ou perder 'na pista', nunca usando uma artimanha como fez.

    ResponderExcluir
  3. Fato: Foi Márquez quem buscou confusão depois da alargada de curva do Rossi... Podia ter ficado na dele, mas não, foi para cima e tomou aquela joelhada surtada, se não os dois cairiam ao chao... Os dois erraram feio, mas eu acredito e torço mais no Vale #46.

    ResponderExcluir
  4. Lo más antideportivo es que un piloto como Márquez, fuera de la lucha por el título, y con una moto para salir a pelear la punta, esté molestando premeditadamente a otro que sí pelea el campeonato. Las autoridades de la prueba debieron haber tomado medidas antes para frenar el alevoso y antiético accionar del español. Rossi empuja con su rodilla, tal vez hasta en un acto reflejo, cuando Marquez cae sobre él con el riesgo de ir los dos al piso. La verdad que cuando alguien quiere hacer una maldad y le sale mal lo festejo. En el deporte y en cualquier lado.

    ResponderExcluir