30 de dezembro de 2015

José Carlos Pace

“O carro e o motor são para se usar no limite máximo: quem alivia se desconcentra. Eu sou assim. Se o carro pode ir a 300 km/h e o motor rende mil giros, é nesse limite que se tem de tocar”. (José Carlos Pace).

“O Pace para nós era mais que um piloto e um amigo. Ele foi o homem que acreditou no Brabham desde o início. Devemos a ele grande parte do sucesso do Brabham-Alfa. Agora, temos nas mãos o carro competitivo com que tanto sonhou, depois de provar que era um dos melhores pilotos do mundo, desaparece de forma tão trágica”. (Bernie Ecclestone).













“O limite dele era muito alto e o Moco era muito arrojado. Era o supra-sumo do piloto. Que eu lembre jamais me entregou o carro danificado nem quebrou sem justificativa. Era duro acompanhá-lo”. (Luiz Pereira Bueno).

5 comentários:

  1. Moco era fod..
    Emerson fica extremamente bravo quando dizem que ele deixou o Pace ganhar aqui no Brasil.
    Ele fala que nem que corressem mais um mês ele alcançava o cara.

    ResponderExcluir
  2. Otima compilação de fotos! Favoritei o blog aqui!

    ResponderExcluir
  3. Acredito que o ano de 1977 teria trazido vitórias para o Pace, título seria difícil, mas seria uma grande temporada.

    ResponderExcluir
  4. Moco, un grande de verdad.
    Abrazo!

    ResponderExcluir
  5. o moco teria certamente aumentado o numero de titulos do Brasil na F1, provavelmente um bicampeão!

    ResponderExcluir