18 de fevereiro de 2016

Touro repaginado

[Vamos voltando aos poucos] A Red Bull apresentou ontem a pintura que será utilizada na temporada 2016. É essa aí em cima. Digamos que... Razoável. O carro mesmo, o RB12, só será mostrado em Barcelona, nos testes de pré-temporada. De cara, além da ausência do roxo, nota-se também a ausência da Infiniti [marca pertencente à Renault e que agora estampa o carro dos franceses] e a denominação do motor - que continua sendo Renault, mas rebatizado de TAG-Heuer. Sim, a marca de relógios.

Vai andar bem? Acho difícil. E o motivo principal é o mesmo que fez o time ficar sem vencer ao menos uma em 2015 depois de 7 anos com vitórias: a unidade de força [leia-se motor] Renault. Ainda é fraca frente às de Mercedes e Ferrari. Mas pode vir ligeiramente melhor do que em 2015.

Ricciardo e Kvyat são bons pilotos. Mas não fazem milagre, Nenhum mais faz, aliás. Foi-se o tempo em que se descontava a ineficiência do conjunto no braço. Isso não existe mais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário