19 de março de 2016

Australopitacos (2)

Não, não vi a classificação. Motivo? Como estou sem TV a cabo em casa por conta de mudança, fiquei refém da rede Globo e restrito ao Q3, que foi... Convenhamos, uma bosta! Ok, eu já esperava que esse novo formato de classificação seria ruim e tal, mas não tanto quanto foi. Querem mudar tudo de novo, inclusive, como já andei lendo por aí.

Aqui cabe um parêntese:

Continuo na tese de que seria tão mais legal 1h de quebra-quebra com limite mínimo de voltas dentro dos 107%, por exemplo. Pneus liberados, motor exclusivo pra classificação... Idéias não faltam. Fecha parêntese.

Claro que depois assisti tudo pra dar meus pitacos por aqui. Daí o título do post ser "australopitacos" e tal. Eu sou um gênio.

--

No Q1 até que a bagaça funcionou, e o que se viu foi a turma na pista o tempo todo tentando fugir da degola. Ficaram pelo caminho a dupla da da Manor - Wehrlein e Haryanto, além de Gutierrez, Grosjean, Kvyat (a grande surpresa negativa) e Nasr e Sony Ericsson.

Novidade? 

A dupla da McLaren que, se não passou do Q2, ao menos chegou lá... 

Foram limados da segunda parte da classificação a dupla da Renault, além dos já supracitados mclarianos, Bottas, Hulkenberg e Pérez.

No Q3, pouca atividade na pista e 50ª pole para Hamilton, sem muito esforço. Depois de dominar o Q1 e o Q2, Lewis viu o único piloto capaz de lhe fazer frente - mais pelo equipamento do que pelo talento, na minha humilde opinião - abandonar a disputa faltando 3 minutos para o fim do treino. Rosberg nem tentou, na verdade. Como não tentaram também Vettel, Räikkonën e os demais que avançaram ao Q3. Todos saíram, marcaram seus tempos logo no início e esperaram pela degola. Afinal, todo mundo sabe mais ou menos onde está no grid... E como já disse aqui, ninguém faz milagre na F1 atual. Sendo assim, se arriscar e torrar pneu (jogos limitados, outra merda) pra quê?

(lê aí em cima, Bernie. Fica a dica)



Amanhã, se a órbita dos planetas não desalinhar, dá Hamilton. Mercedes continua sobrando e Lewis continua anos luz à frente de Rosberguinho, que inclusive já errou muito nesse final de semana. Se tudo correr dentro da normalidade, uma Ferrari completa o pódio. Mas Albert Park tem das suas surpresas, e pode ser que a estrela de Williams ou Toro Rosso brilhe... Vai saber.

Lá atrás vai ser interessante ver o avanço de Kvyat - bom piloto com um bom carro, se livrando do tráfego n'uma pista "quase de rua". E só. Force India, McLaren e Renault estão n'um bolo doido que só devemos começar a desvendar depois da corrida. E o resto é o resto.

Ah, outra coisa... Acho que a Haas pontua.


Nenhum comentário:

Postar um comentário